“Em meio ao processo de desindustrialização e a dúvidas sobre os planos do governo para a Zona Franca de Manaus, o tradicional polo industrial da Amazônia se movimenta para ganhar uma nova roupagem: o de ecossistema de inovação. No final de agosto, a região ganhou seu primeiro hub de tecnologia, o Manaus Tech Hub, promovido pela Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex).

Zona Franca de Manaus

De acordo com Diônes Lima, vice-presidente da Softex, o núcleo pretende facilitar a captação de recursos, gerar negócios e conectar startups, centros de pesquisa e desenvolvimento e empresas de Manaus — principalmente as afetadas pela crise. “Queremos que as companhias do polo industrial se reinventem. Um dos principais objetivos do hub é usar a tecnologia para minimizar os impactos da desindustrialização”, explica.

Com o Manaus Tech Hub, Lima espera que o potencial empreendedor e tecnológico da região Amazônica possa ser levado a todo o país e até ao exterior. “Temos um dos maiores centros de desenvolvimento do país. Além disso, os incentivos fiscais permitem que diversas atividades de alto valor agregado sejam realizadas na região da Amazônia, não apenas commodities”, argumenta o vice-presidente da Softex, destacando o pioneirismo da região em injeção de plásticos.”
Leia mais em: https://www.gazetadopovo.com.br/economia/zona-franca-manaus-acorda-mundo-startups/
Copyright © 2020, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados.

Leave a comment